Enquete 41 Relação entre pedologia e subsolagem dos solos

Há solos que a subsolagem tem excelente efeito, mas há solos que não devem ser sub solados.

As características pedológicas sempre devem ser consideradas nas operações de preparo do solo, entre elas, a subsolagem. Se for feita desnecessariamente, aumenta o custo operacional, e os gastos de horas/máquina.

Solos compactados devem ser diferenciados de solos adensados, o primeiro é provocado pelo intenso trânsito de máquinas agrícolas; o segundo possui alta atividade de argila, ou são ricos em sílica como nos tabuleiros costeiros, ambos resultados da gênese do solo.
A CTC da argila, simbolizada pedologicamente por “T” é diferente da CTC do solo, simbolizada por CTC, o valor T não inclui a influência da matéria orgânica, ao contrário da CTC do solo.

Quando T, no horizonte B, assume valor menor que 27 cmol/kg de argila (sem o desconto da participação da matéria orgânica), o solo é de argila de atividade baixa ou “Tb”, se for maior ou igual a 27 cmol/kg de argila (sem o desconto da participação da matéria orgânica), é enquadrado como “Ta”.

Exemplos de solos “Tb”: Latossolos, Nitossolos, parte dos Argissolos.

Exemplos de solos “Ta”: Vertissolos, Luvissolos, Chernossolos, parte dos Argissolos, parte dos Cambissolos.

Os quadros 1 e 2 apresentam dados químicos e granulométricos de solos “Tb” e “Ta”.

uadro 1. Dados químicos e granulométricos de solo “Tb”.

Profundidade

Horizonte

CTC cmol/kg de solo

Argila %

T cmol/kg de argila

0-20

A

-

-

-

80-100

B

4

50

8

Quadro 2. Dados químicos e granulométricos de solo “Ta”.

Profundidade

Horizonte

CTC cmol/kg de solo

Argila %

T cmol/kg de argila

0-20

A

-

-

-

80-100

B

15

40

37,5

O valor T foi calculado desse modo:

Solo “Tb”

4 cmol/kg de solo 50% de argila 500 g de argila x 1000 g de argila

x= 4 x 1000/500 = 8 cmol/kg de argila

Solo “Ta”

15cmol/kg de solo 40% de argila 400g de argila  X 1000 g de argila

x= 15 x 1000/400 = 37,5 cmol/kg de argila

A figura 1 apresenta os diferentes graus de estrutura dos solos.

A força necessária para romper os agregados é menor nos solos com grau fraco de estrutura, típicas dos Latossolos (figura 2); e muito maior nos solos com estrutura moderada e forte, típicas dos Nitossolos (figura 3).

Se o tráfego de veículos e máquinas for intenso, qualquer solo compacta-se significativamente (figura 4).

Figura 1

Figura 1. Graus de estrutura dos solos.

Figura 2

Figura 2. Latossolo argiloso.

Figura 3

Figura 3. Nitossolo argiloso.

Figura 4

Figura 4. Detalhe da área compactada e ausência de raízes no Latossolo argiloso (Fonte: VASCONCELOS).

Se um solo adensado for compactado pelo intenso trânsito de máquinas agrícolas, a limitação da penetração radicular em profundidade aumenta mais ainda, porque dois fatores negativos atuam ao mesmo tempo (compactação e adensamento), o que reduz drasticamente a produtividade, mesmo nos solos eutróficos.

Solos “Ta” possuem grande capacidade de contração na época seca do ano (figura 5) como no Vertissolo, nessas condições formam-se enormes blocos no horizonte A (figuras 6 e 7).

Se for sub solado a condição de adensado volta existir em poucos dias, por isso não deve ter esse tipo de preparo.

Figura 5

Figura 5. Fendas na camada arável do Vertissolo.

Figura 6

Figura 6. Preparo de solo no solo “Ta” (Vertissolo).

Figura 7

Figura 7. Enormes blocos no horizonte A de solo adensado (Vertissolo).

Resposta correta: B

Alternativa % de votos
a) Numa subsolagem, a potência do trator deve ser menor nos solos com estrutura forte. 25,9
b) Um solo com CTC de 20cmol/kg de solo e com 40% de argila é de argila de atividade alta, ou “Ta”. 48,1
c) Todo solo com valor T abaixo de 27cmol/kg de argila é considerado “Ta”. 11,1
d) Latossolos e Vertissolos são solos com argila de atividade baixa. 7,4
e) Todas alternativas estão corretas. 7,4
Total de votos 27

Enquetes anteriores

1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 

21 22 23 24 25 26 27 28 29 30 31 32 33 34 35 36 37 38 39 40 

41 42 43 44 45 46 47 48 49 50 51 52 53 54 55 56 57 58 59 60 

61 62 63 64 65 

Apoio:

IPNIJornal da Cana The International Union of Soil Sciences Natural Resources Management and Environment Departament ISRIC - World Soil Information