Enquete #59 - Ponto de carga zero dos solos

PCZ é o símbolo do ponto de carga zero dos solos, onde é igual a quantidade de cargas elétricas negativas e positivas (figura 1).

Balanço de cargas elétricas dos solos
Figura 1. Balanço de cargas elétricas dos solos.

O delta pH (pH KCl-pH H2O) tem grande relação com o PCZ.

Notar na figura 1 que para um balanço negativo de cargas, o valor do pH H2O é maior do que o pH KCl; para um balanço positivo de cargas, o valor do pH H2O é menor do que do pH KCl e somente no PCZ o valor de pH H2O e KCl se iguala. Nessas três respectivas condições o delta pH é negativo, positivo e nulo.

Os solos ácricos possuem argila floculada elevada (100% ou pouco menos), responsável pela forte microagregação da argila, nessas condições é muito rápida a velocidade de infiltração de água da chuva ou irrigação, o que resseca muito esses solos. Essa forte microagregação é fator limitante numa análise granulométrica pela menor dispersão da argila, o que resulta no menor teor de argila do que é na realidade, no campo é a “sensação areia” desaparece quando se força entre os dedos os microagregados argilosos.

Os solos possuem materiais que geram cargas negativas e positivas. As cargas negativas estão associadas principalmente pela contribuição da matéria orgânica, secundariamente aos minerais de argila.

Por outro lado, óxidos de ferro, como a hematita e óxidos de alumínio, como a gibbsita geram cargas positivas ou negativas, depende do grau de acidez (pH).

Esses solos são considerados oxídicos, cada material tem seu PCZ específico, a matéria orgânica apresenta PCZ num baixo valor de pH (da ordem de 3,5), ao contrário dos referidos óxidos, com alto valor de pH:da ordem de 7-9 para a hematita sintética, PARKS & BRUYN, 1962 e de 7,5-9,5 para a gibbsita (PARFITT, 1980).

Em outras palavras, o valor do pH no PCZ desses materiais não são coincidentes e suas quantidades também variam de solo para solo.

Em todos os casos, quando o valor do pH do meio é maior do que o pH do PCZ, predominam cargas negativas, ou seja, predomina a capacidade de troca de cátions (CTC), nessas condições nos colóides são adsorvidos maiores quantidades de cátions como cálcio, magnésio, potássio e sódio, do que ânions.

Isso ocorre não somente no horizonte A, como também no horizonte B diferentemente do caso seguinte.

Quando o valor do pH do meio é menor que o pH do PCZ, predominam cargas positivas, ou seja,predomina a capacidade de troca de ânions (CTA), nessas condições nos colóides são adsorvidos maiores quantidades de ânions como sulfatos, nitratos, e cloretos, do que bases. OLIVEIRA & PRADO (1987) constataram o valor médios de CTC igual a 2,7 cmolc/argila nos Latossolos ácricos da região de Ribeirão Preto (SP).

Isso acontece somente abaixo do horizonte A, precisamente no horizonte B onde são menores os valores de matéria orgânica que influi muito no balanço de cargas elétricas do solo.

Uma comparação didática: a CTC em sub superfície de um Latossolo argiloso ácrico originado de basalto com grau máximo de intemperismo (oxídico) apresenta valor de CTC (2,7 cmolc/argila) parecido com a de um solo arenoso como o Neossolo Quartzarênico, derivado de arenito (2,0 cmolc/argila)!

A figura 2 mostra exemplos práticos floculação e dispersão da fração argila em função dos diferentes valores de pH do meio.

Balanço de cargas elétricas em função do grau de acidez do meio. Seção de Fertilidade do Solo- IAC
Figura 2. Balanço de cargas elétricas em função do grau de acidez do meio. Seção de Fertilidade do Solo-IAC.

Observa-se que quando o valor de pH é 5,6 a floculação da argila é máxima porque refere-se ao PCZ, por isso a argila permanece no fundo do recipiente.

A medida que os valores de pH aumentam, a repulsão das cargas negativas entre si promove a dispersão da fração argila e isso também ocorre quando os valores diminuem de PH estão abaixo do PCZ onde a repulsão das cargas positivas também tem esse efeito de dispersar a argila, por isso a argila fica cada vez mais turva no recipiente a medida de quo delta pH aumenta!

A calagem, ao contrário da gessagem aumenta o valor do pH, o que eleva a quantidade de cargas negativas.

Assinale a correta afirmativa:

Respostas: Alternativa 5

Alternativa Votos (%)
1) A calagem aumenta a quantidade de cargas positivas dos solos. 17,1
2) A gessagem aumenta a quantidade de cargas negativas dos solos. 22,6
3) No PCZ a dispersão da argila é máxima. 20,8
4) A adição de matéria orgânica nos solos eleva a quantidade de cargas positivas. 18,9
5) A possibilidade de se subestimar o teor de argila na análise granulométrica é muito grande nos solos ácricos. 20,6
Total de votos 433

Enquetes anteriores

1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 

21 22 23 24 25 26 27 28 29 30 31 32 33 34 35 36 37 38 39 40 

41 42 43 44 45 46 47 48 49 50 51 52 53 54 55 56 57 58 59 60 

61 62 63 64 65 

Apoio:

IPNI Jornal da Cana The International Union of Soil Sciences Natural Resources Management and Environment Departament ISRIC - World Soil Information