Enquete #73. Tipos de horizonte A e suas relações com o manejo

Existem vários tipos de horizonte superficial: A chernozêmico, A proeminente, A húmico, A moderado, A fraco e horizonte hístico).

As cores muito escuras ou pretas são exigidas para os horizontes A chernozêmico, A proeminente, A húmico, e horizonte hístico. Na tabela Munsell essas cores correspondem as relações valor/croma menores ou iguais a 3/3)

Além dessa cor muito escura, outro aspécto prático de campo para classificar o horizonte A é medir sua espessura, deve ser no mínimo 1/3 da espessura da soma das espessuras dos horizontes A e B quando essa soma supera 75 cm, (exemplo A+B=90 cm, a espessura mínima deve ser de 30 cm no horizonte A), esses 30cm também devem ter a cor muito escura como acima citado (valor/croma menores ou iguais a 3/3), para ter chance de ser A chernozêmico, ou A proeminente, ou A húmico.

Se a soma dos horizontes A+B (ou A+C) não atingir 75cm, o horizonte A deve apresentar no mínimo 18cm de espessura (exemplo A+B com 60cm, 1/3 de 60=20cm de horizonte A que supera 18cm, assim atende a exigência de espessura; mas se o solo for raso exige-se pelo menos 10cm no horizonte A.

Outra informação de campo além da cor e da espessura, refere-se a consistência seca do horizonte A, que não pode ser dura, nem muito dura, muito menos extremamente dura para A chernozêmico, A proeminente, A húmico e horizonte hístico.

Em igualdade de cor e espessura, o horizonte A chernozêmico difere do horizonte A proeminente pelo valor de saturação por bases, se V for maior ou igual a 65% é A chernozêmico; mas se for menor que 65% é A proeminente, ambos, ainda, devem apresentar teor de carbono maior ou igual a 0,6%.

O horizonte A fraco possui cor muita clara (valor maior que 4 no solo úmido), e baixos teores de argila e matéria orgânica.

O horizonte A húmico apresenta menor teor de matéria orgânica do que o horizonte hístico.

Para o solo apresentar horizonte ser húmico, seu valor de carbono orgânico (C org) deve ser maior ou igual do que os valores calculados pela seguinte fórmula:

C org ≥: 60 + (0,1 x média ponderada argila em g/kg)

Deve-se considerar C orgânico dos sub horizontes (A), incluindo dos sub horizontes AB ou AC.

Num exemplo, um perfil de solo com coloração no croma < 4 possuindo horizontes A+ AB com 7 decímetros sendo horizonte A1 com 2,4 decímetros, 40,6 g/kg de carbono e 278 g/kg de argila e também, acompanhe os calculos

horizonte AB com 4,6 decímetros; 14,1 g/kg de carbono e 296 kg de argila

média ponderada de carbono orgânico

horizonte A1 com 2,4 decímetros x 40,6 g/kg = 97,4 g/kg
horizonte AB com 4,6 decímetros x 14,1 g/kg = 64,8 g/kg
Total de 162,2 g/kg

média ponderada de argila

horizonte A1 com 2,4 decímetros x 278/7 = 95,3
horizonte AB com 4,6 decímetros x 296/7 = 194,5
Total de g/kg: 289,8

Portanto, um solo com 289,8 g/kg de argila atende a exigência para A húmico quando apresenta na média ponderada mais que 88,98 g/kg de carbono, resultado encontrado conforme o seguinte cálculo:

C: 0,1 x (60 + 0,1 x 298,8) = 88,98

Verifica-se que o horizonte A1 possui 95,3 g/kg de carbono orgânico já atendendo essa exigência, por isso trata-se de A húmico também atendida a exigência de espessura.

O horizonte hístico, apresenta acúmulo de restos vegetais em graus variáveis podendo ser formado com drenagem livre, simbolizado de O, mas se a drenagem for relativamente lenta devido ao excesso de água, sua simbologia é H.

Finalmente, o horizonte antrópico apresenta evidências da ação humana, pela adição de material orgânico ou mineral (ossos, cerâmicas, carvão).

Especialmente os tipos de horizonte A chernozêmico, proeminente, húmico, e horizonte hístico apresentam direta relação com o manejo diferenciado, pois neles a atividade microbiana e a CTC são bem mais elevadas. Neles, as doses recomendadas de calcário e herbicidas devem ser mais elevadas, onde também é maior a atividade microbiológica, e também é menor a densidade do solo com reflexo na menor tendência a compactação.

O levantamento de solos de uma fazenda (figura 1) mostra que nos locais de maiores altitudes ocorre o Cambissolo Háplico álico típico textura média (argila 30%) A moderado, simbolizado de CX; nas menores altitudes do relevo ocorre o Cambissolo Háplico álico típico textura média (argila 30%) A proeminente, simbolizado de CX*, limitados pelo Neossolo Litólico (RL).

Figura 1. Distribuição de solos na paisagem da propriedade.
Figura 1. Distribuição de solos na paisagem da propriedade.

Escolha a única resposta correta:

Alternativa % de votos
1-Aplicar maiores doses de calcário no Cambissolo de maiores altitudes. 23.2 Votar
2-A maior atividade de microorganismos ocorre no solo de maiores altitudes. 16.2 Votar
3-A tendência a compactação é a mesma em ambos Cambissolos. 19.2 Votar
4-Aplicar as maiores doses de herbicidas apenas no CX*. 20.2 Votar
5-Nenhuma resposta anterior. 21.2 Votar
Total de votos: 99

Enquetes anteriores

1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 

21 22 23 24 25 26 27 28 29 30 31 32 33 34 35 36 37 38 39 40 

41 42 43 44 45 46 47 48 49 50 51 52 53 54 55 56 57 58 59 60 

61 62 63 64 65 66 67 68 69 70 71 72 

Apoio:

IPNI Jornal da Cana The International Union of Soil Sciences Natural Resources Management and Environment Departament ISRIC - World Soil Information