Enquete # 23 - A capacidade de troca de cátions e o manejo de solos

A capacidade de troca de cátions (CTC) corresponde à soma das cargas negativas nas partículas microscópicas do solo (fração argila, e matéria orgânica) retendo os cátions, tais como cálcio (Ca2+), magnésio (Mg2+), potássio (K + ), sódio (Na+), alumínio (Al3+) e hidrogênio (H+).

A importância da CTC refere- se não só a retenção de cátions, mas também de água, além de ter direta relação com a estruturação e consistência dos solo.

A figura 1 apresenta as cargas elétricas de um colóide, mostrando que cargas elétricas de polos diferentes se atraem e de cargas semelhantes se repelem.

Figura 1.Cargas elétricas da fração argila e matéria orgânica.

Figura 1.Cargas elétricas da fração argila e matéria orgânica.

Existem 3 tipos de CTC:

1- CTC a pH do solo

Ou efetiva que corresponde a soma de bases (SB) incluindo o cálcio, magnésio, potássio e sódio; mais o alumínio, ou seja CTC efetiva = SB + Al

Essa CTC efetiva é utilizada no cálculo da retenção de cátions (RC) como um dos critérios para saber se o solo é ácrico (baixa CTC efetiva) ou não ácrico (média ou alta CTC efetiva).

RC= SB+Al/argila%x100

2-CTC a pH 7

Corresponde a SB + Al + H

A CTC a pH 7 é utilizada para calcular a dose de calcário (RAIJ et al.)

NC = (V2 - V1) / 100 x CTC x f

NC: necessidade de calcário em toneladas por hectare

V2: saturação por bases desejada específica para cada cultura

V1: saturação por bases atual no solo na camada arável

f: fator

A literatura adota na camada arável os seguintes valores de CTC e suas interpretações

CTC > Interpretação
< 4 Baixa
4-8 Média
> 8 Alta

Na adubação potássica, recomenda-se parcelamento do potássio quando a CTC é baixa porque nem todo elemento K é retido pela baixa quantidade de cargas negativas, e o que não é retido pode ser lixiviado.

A perda da matéria orgânica na camada arável pela queima do forte calor ou erosão reflete diretamente na redução da CTC da camada arável e o solo fica menos produtivo ao longo do tempo.

Um exemplo clássico é o que ocorre nos solos da região amazônica e nas áreas em desertificação.

Como conseqüência, o agricultor desiste de plantar nessas áreas degradadas após constatar a redução da matéria orgânica, da CTC e da produtividade.

3- CTC pedológica , que se refere a CTC da argila, sem a contribuição da matéria orgânica, utilizada para saber qual é a atividade da argila no horizonte B ou no horizonte A dos Neossolos Litólicos ou Regoliíticos

CTC da argila= CTC a pH 7x100/argila%

Se a CTC for maior ou igual a 27 cmol kg-1 de argila o solo é de alta atividade coloidal, ou pedologicamente considerado como "Ta", se menor que 27 cmol kg-1 de argila o solo é de baixa atividade coloidal, ou pedologicamente considerado como "Tb".

Os solos "Ta" por definição são os Luvissolos, Vertissolos e Chernossolos, e os "Tb" os Latossolos, e Nitossolos.

São "Ta ou Tb" os Argissolos, Cambissolos, Nitossolos, Gleissolos e os Planossolos.

Não se aplica o cálculo da CTC da argila para solos essencialmente arenosos tais como os Neossolos Quartzarênicos e Espodossolos.

Os Nitossolos possuem CTC intermediária no horizonte B e por isso possuem consistência intermediária.

Quanto mais intemperizado o solo, menor sua CTC, por isso os Latossolos tem um dos mais baixos valores de CTC no horizonte B.

Enquanto os solos "Ta" são muito duros ou extremamente duros, os solos "Tb" são friáveis (fôfos), geneticamente.

A subsolagem não tem efeito nos solos "Ta" porque após essa operação continuam duros demais. Subsolar solos "Ta" significa perda de máquinas/hora, gastos desnecessários com combustível e desgastes de implementos.

Se for feita subsolagem tecnicamente correta nos solos "Tb", alcança-se o sucesso.

Resultado da enquete

Alternativa correta: E

Alternativa % de votos
a) Os Latossolos ácricos possuem elevada CTC efetiva. 5,55%
b) A fração areia possui elevada CTC. 3,6%
c) A necessidade de calagem é maior nos solos com CTC baixa do que nos solos de CTC alta. 7,3%
d) A subsolagem nos Latossolos nunca tem efeito. 0,0%
e) A CTC é muito dependente do teor de matéria orgânica no solo. 83,3%
Total de votos: 55

Enquetes anteriores

1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 

21 22 23 24 25 26 27 28 29 30 31 32 33 34 35 36 37 38 39 40 

41 42 43 44 45 46 47 48 49 50 51 52 53 54 55 56 57 58 59 60 

61 62 63 64 65 

Apoio:

IPNIJornal da Cana The International Union of Soil Sciences Natural Resources Management and Environment Departament ISRIC - World Soil Information