Enquete # 36 - Evolução dos solos derivados de basalto ou diabásio e aspéctos de manejo

O basalto e o diabásio (figura 1) são rochas vulcânicas ígneas que originam solos argilosos ou muito argilosos de cor vermelha com alto teor de ferro (magnetita). O basalto difere do diabásio por ser uma rocha extrusiva de granulação fina, ao contrário do diabásio que é extrusivo e de granulação mais grossa.

Figura 1. Basalto (esquerda) e diabásio (direita).

Diabásio

O processo de intemperismo, ao longo do tempo pela ação da água e da temperatura nessas rochas, resulta na formação de solos na seguinte ordem cronológica: Neossolo Litólico, Cambissolo, Nitossolo Vermelho e Latossolo Vermelho.

De todos os solos, o mais jovem é o Neossolo Litólico (EMBRAPA, 2006) porque é o ponto de partida, ou seja, onde começa atuar o intemperismo.

Centenas de milhares de anos de intemperização atuando no Neossolo Litólico permite a formação do horizonte B incipiente, diagnóstico do Cambissolo (EMBRAPA, 2006), figura 2, depois forma-se o horizonte B nítico, diagnóstico do Nitossolo (EMBRAPA,2006), figura 3, com presença de nítida cerosidade no horizonte B, figura 4.

Finalmente, o intemperismo do Nitossolo por mais alguns milhões de anos permite a formação do horizonte B latossólico, diagnóstico do Latossolo (EMBRAPA, 2006), figura 5.

Na paisagem, o Neossolo Litólico, o Cambissolo e o Nitossolo geralmente ocorrem no relevo ondulado, ao contrário do Latossolo, que se situa no relevo plano ou suavemente ondulado.

Figura 2. Cambissolo Háplico textura argilosa.

Figura 3. Nitossolo Vermelho textura muito argilosa.

Figura 4. Cerosidade comum e abundante do horizonte B nítico do Nitossolo Vermelho.


Figura 5. Latossolo Vermelho textura muito argilosa.

A figura 6 apresenta agregados do horizonte B latossólico do Latossolo e do horizonte B nítico do Nitossolo.

Figura 6. Agregados do horizonte B:bloco subangular de tamanho médio sem cerosidade, e com consistência úmida muito friável no Latossolo (lado esquerdo), bloco subangular de tamanho médio com cerosidade e consistência úmida firme no Nitossolo (lado direito).

Na prática, a estrutura muito bem desenvolvida e exclusiva do Nitossolo é a principal responsável pelo armazenamento e disponibilidade de água por longo tempo, superando a do Latossolo nem não possui semelhante estrutura, por isso as folhas das plantas ficam muito mais verdes quando cultivadas no Nitossolo.

Para preservar a estrutura do horizonte B não se deve subsolar o Nitossolo numa profundidade que possa atingir o horizonte B, o qual geralmente inicia-se na profundidade de 40-50 cm. Se a camada acima for compactada recomenda-se uma subsolagem que não interfira no horizonte B nítico.

A maior disponibilidade hídrica do Nitossolo eutrófico pode ser claramente comprovada na região seca de Goiás, onde a cana-de-açúcar brota no mês de julho,sem irrigação.Nessa região, o Nitossolo eutrófico tão favorável hídrica e quimicamente, na paisagem ocorre na mesma encosta do Latossolo ácrico limitado na disponibilidade de água e baixa saturação por bases especialmente cálcio, onde a cana-de-açúcar seca totalmente (figura 7).

Figura 7. Secamento intenso da cana-de-açúcar no Latossolo Vermelho ácrico textura argilosa na usina Jalles Machado de Goianésia (GO).

O Latossolo é menos susceptível a erosão que os demais solos citados, requerendo menor cuidado na conservação de solo.

O grau de intemperismo de um solo está diretamente relacionado com sua espessura, teor de silte, índice de intemperização “Ki”, mineralogia e CTC da argila (ou atividade da argila).

O Latossolo, de todos os solos, é o mais intemperizado, porque ocorre nas superfícies mais antigas, apresentando maior espessura, menor teor de silte, menor índice Ki, mineral de argila menos ativo (caulinita, que mais tarde passa para a fase oxídica), e menor CTC da argila.
O Latossolo, ácrico representa o final de intemperização porque foi lixiviado num tempo máximo, com extrema remoção de sílica e bases (cálcio, magnésio, potássio e sódio) do sistema coloidal. Por isso, o teor de cálcio é muito baixo no horizonte B, que deve ser elevado na gessagem.Para aumentar a CTC abaixo da camada arável é essencial adicionar matéria orgânica.

O Latossolo ácrico do Sistema Brasileiro de Classificação da EMBRAPA correlaciona-se na FAO com o Geric Ferralsol, “geric” de geriatria, velho demais, demasiadamente lixiviado.

Selecione a única alternativa correta.

Resultado da enquete

Alternativa correta: C

Alternativa % de votos
a) Em termos de idade, o Cambissolo é mais jovem do que o Neossolo Litólico. 18,2%
b) O Latossolo é menos intemperizado do que o Nitossolo. 13,6%
c) A disponibilidade de água do Nitossolo textura muito argilosa é muito maior do que do Latossolo textura muito argilosa. 59,1%
d) O teor de cálcio no horizonte B do Latossolo Vermelho ácrico é elevado. 4,5%
e) A CTC da argila no horizonte B do Nitossolo é menor do que do Latossolo. 4,5%
Total de votos 22

Enquetes anteriores

1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 

21 22 23 24 25 26 27 28 29 30 31 32 33 34 35 36 37 38 39 40 

41 42 43 44 45 46 47 48 49 50 51 52 53 54 55 56 57 58 59 60 

61 62 63 64 65 

Apoio:

IPNIJornal da Cana The International Union of Soil Sciences Natural Resources Management and Environment Departament ISRIC - World Soil Information